segunda-feira, 4 de abril de 2011

Polêmicas na Internet e campanhas virais: um bom casamento?

Surgem na Internet, cada vez mais frequentemente, novas polêmicas envolvendo a imagem de personalidades e empresas, as quais podem aparecer em forma de matérias em revistas, jornais digitais, posts em redes sociais, tweets e demais meios on-line. Diante desse cenário, está cada vez mais difícil diferenciar o que são polêmicas, de fato, e o que são informações “plantadas” em função de campanhas de marketing viral.

O marketing viral teve sua origem nos meios digitais e tem como objetivo promover determinado produto, ou marca, através da disseminação de informações impactantes on-line. Assim como um vírus, propriamente dito, a intenção é que a informação se propague de forma rápida, que fique na mente das pessoas por algum tempo e, com isso, reforce uma determinada marca ou produto especifico.

Uma campanha de marketing viral não necessariamente nasce de um tema polêmico, mas a Equipe Réseau verificou que esse tipo de abordagem tem sido cada vez mais comum e, em alguns casos rende bons frutos. Um exemplo disso foi o caso João e Lica, campanha criada pela Agência Teaser®, cujo objetivo foi o de comprovar a visibilidade, o alcance e a eficiência de determinada mídia exterior, por meio de um anúncio instalado no alto de um prédio, na cidade de Aracaju.

Segue o vídeo para um entendimento completo da campanha.


Nessa campanha, foi criada uma polêmica entre um casal fictício e exposta no espaço de publicidade, sobre o qual se desejava comprovar a eficiência da exposição de outros anúncios. A partir do primeiro banner instalado no prédio, com uma mensagem trocada entre o casal, a polêmica espalhou-se pela Internet, gerando o burburinho típico do marketing viral.

Nesse sentido, as Redes Sociais exercem papel preponderante no sucesso do marketing viral, visto que são o meio mais ágil de disseminação de informações na Internet e reúnem formadores de opinião e uma série de recursos digitais para diversos formatos de mídia.

E onde minha empresa entra nisso?

Mesmo que não tenha como objetivo criar uma campanha viral para sua empresa nesse momento, ou não deseje associar sua marca a algum tipo de polêmica que gere resultados exponenciais de audiência, é interessante que o empresário/administrador esteja ciente do poder multiplicador das redes sociais. É necessário ainda saber distinguir o que é de bom tom nesse tipo de campanha. Mesmo com certa agressividade na estratégia, como no caso João e Lica, é necessário certo cuidado para não associar uma imagem negativa à marca que se deseja promover.

Tomando esses cuidados e sabendo a hora certa de agir, sua empresa poderá ser muito bem sucedida um uma campanha viral.

Multiplicar é preciso e as redes sociais estão aí para ajudá-lo!

Nenhum comentário:

Postar um comentário